terça-feira, 4 de agosto de 2015

Colóquio Científico do Observatório de Histórias em Quadrinhos - Agosto 2015

O próximo Colóquio Científico do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA/USP será realizado nesta sexta-feira07 de agosto de 2015, na sala 247 do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA, das 20:00 às 22 horasO colóquio terá a seguinte programação:

1) discussão do capítulo 9 do livro Quadrinhos: História moderna de uma arte global, de Dan Mazur e Alexander Danner, sob a coordenação de Joaquim Ghirotti.


2) apresentação da pesquisa sobre quadrinhos desenvolvida como Trabalho de Conclusão de Curso por Fernanda de Alcântara Pestana/Luciana Fernandes dos Reis intitulado Traços e rabiscos nos anos 80. O trabalho de Henfil na década da transição.


Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia cria grupo de pesquisa sobre quadrinhos


O Grupo de Estudos e Pesquisas "HQUÊ?" foi constituído na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, em Vitória da Conquista. Organizado por alunos da graduação e com acompanhamento dos professores do curso, o grupo tem organizado eventos sobre a linguagem dos quadrinhos, mangás, tirinhas e outros, para utilizá-la de forma interdisciplinar em cursos da universidade, inspirados nos trabalhos desenvolvidos pelo Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP.


A boa repercussão do grupo de pesquisas já resultou em 2 eventos na UESB, participação regional em outra instituição, outros encontros já agendados, além de 4 pesquisas em andamento, apoiados pelo Colegiado do Curso de História e seu Departamento, como também pelo Centro Acadêmico do Curso e laboratórios (LHIST - Laboratório de História Social do Trabalho e LABTECE - Laboratório Transdisciplinar de Estudos em Complexidade).


Mais informações sobre o trabalho do HQUÊ? podem ser encontradas na página do grupo no Facebook.

Sejam muito bem vindos! Desejamos sucesso ao grupo!

Ms Edilaine Correa







sexta-feira, 31 de julho de 2015

Canadá recruta pesquisadores brasileiros sobre Quadrinhos



O blog canadense What Were Comics? ou simplesmente WWC? acaba de anunciar que alunos de graduação e pós graduação brasileiros, envolvidos com pesquisas sobre histórias em quadrinhos, são bem vindos para participar do Programa MITACS Globalink de 12 a 24 semanas durante o verão de 2016

O período para candidatura vai até 24 de setembro de 2015 e, se a pesquisa for selecionada, prometem financiamento de viagem para Calgary ou Otava. De maio a setembro de cada ano, os candidatos melhor classificados participam de estágio de pesquisa sob a supervisão de membros do corpo docente da universidade canadense, tais como Bart Beaty e Benjamin Woo.

O Programa MITACS Globalink conta com o apoio das Pós-Graduações em Inglês da Universidade de Calgary e em Estudos de Comunicação da Universidade de Carleton. Mais informações e elegibilidade, consulte: 

Ms Edilaine Correa Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

Livre acesso a artigos científicos sobre histórias em quadrinhos



A Editora Routledge, uma das líderes mundiais na publicação de textos científicos na área de Ciências Sociais e Humanidades, com milhares de livros, revistas e artigos científicos publicados a cada ano, está liberando para livre acesso, até o final de agosto de 2015, uma série de artigos sobre histórias em quadrinhos, publicados em suas revistas. 

Em língua inglesa, os artigos abordam diversos aspectos e temáticas dos quadrinhos, como os super-heróis, as questões de gênero, as relações com a linguagem cinematográfica, as autobiografias, etc. 

Os artigos estão disponíveis no seguinte endereço eletrônico:
Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Vice-coordenador do Observatório publica livro sobre a revista MAD




Roberto Elísio dos Santos, vice-coordenador do Observatório de Histórias em Quadrinhos da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, publica agora em formato de livro a sua tese de livre-docente, obtida junto ao Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo em novembro de 2013. Na obra, o professor apresenta como foi a criação da revista MAD, seus principais artistas e as estratégias de humor empregadas para gerar o efeito cômico, como a utilização de seu personagem-símbolo, Alfred E. Neuman, em sátiras sobre comportamento e política, entre outros.

A versão brasileira e o humor dos artistas nacionais também são abordados e comparados ao original estadunidense, buscando identificar as formas de humor usadas na versão americana, assim como na apresentada pelos brasileiros que publicaram seus trabalhos na revista. Para cumprir esta meta, foram estudados os elementos verbais (textos) e visuais (fotos, cartuns e histórias em quadrinhos) tais como metalinguagem e paródia intertextual editados ao longo de seis décadas, além das loucuras da equipe de roteiristas e desenhistas da Mad Magazine, idealizada por Harvey Kurtzman.

Roberto Elísio demonstra como, ao longo de sua existência, a Mad acompanhou várias transformações na política, sobre celebridades, guerras ou, por exemplo, modismos cafonas – de forma especialmente irreverente. Um dos capítulos do livro é dedicado totalmente às muitas versões da Mad publicadas no Brasil – desde a primeira, lançada em julho de 1974 – fazendo comparações com as publicações originais e descrevendo as particularidades da edição brasileira e dos autores que nela participaram e/ou ainda participam.

O lançamento ocorrerá no evento Fest Comix - Pavilhão Imigrantes, dia 18 de julho de 2015, e, posteriormente, também durante as III Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos, que ocorrerão em agosto de 2015, na ECA-USP.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro
Ms. Edilaine Correa














                                                                               

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Programa Gibideia entrevista pesquisador do Observatório de Histórias em Quadrinhos


Programa Gibideia entrevistou em 16 de fevereiro  o pesquisador do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USPProf. Dr. Gazy Andraus que falou sobre o início da formação de sua Gibi+Biblioteca+Zine (gibis, livros e fanzines), suas pesquisas,  publicações  autorais e obras  de referências sobre fanzines. A entrevista, realizada por Edilaine Correa, foi ao ar em três partes durante o mês de março de 2015. O programa é dedicado às histórias em quadrinhos e trará outras edições com pesquisadores e outros profissionais envolvidos com a arte em nosso país.

O programa e as edições podem ser assistidas nos endereços eletrônicos: 










Ms Edilaine Correa

Colóquio Científico do Observatório de Histórias em Quadrinhos - Julho de 2015


Em três de julho de 2015, o Colóquio Científico do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP reuniu mais uma vez pesquisadores e/ou interessados por discussões relacionadas à Nona Arte, assim como, novidades do mercado editorial e acadêmico sobre histórias em quadrinhos. Presidida, como de praxe, pelo Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro, a reunião iniciou-se às 20:00 horas na sala 247 com a presença dos seguintes pesquisadores e estudiosos: Roberto Elísio dos Santos, Priscila de Faria Freire, Daniela Marino, Laan Mendes de Barros, Beatriz Siqueira de Carvalho, Bianca Agarie,  Simonia Fukue Nakagawa, Joaquim Ghirotti, Karina Abemi Goto, Fernanda Alcântara, Celbi Pegoraro, Washington Luiz do Santos, Cristiane Santana, Alexandre Gallão, Moisés Baptista, Luiz Felippe Brandão, Gustavo Brocanello, Iberê Moreno Rosário e Barros, Edilaine Correa Gonçalves e Gazy Andraus. A reunião foi iniciada desejando boas vindas aos novos visitantes solicitando-lhes breve apresentação: 1) Laan mencionou lecionar na UNESP (Universidade Estadual Paulista), na Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, sediada no campus de Bauru, mais especificamente, na área de Teorias da Comunicação. Atua em pesquisa e docência de Graduação e Pós-Graduação e coordena grupo de estudos sobre articulações entre música e HQ. Os estudos mais recentes têm sido sobre o site Quadrinhos Rasos (http://www.quadrinhosrasos.com) dos desenhistas mineiros Garrocho e Damasceno em aproximadamente 160 releituras de canções em forma de HQ. Complementou que, experiência estética e narrativas transmídias, são temas de seu interesse. Orienta trabalhos de mestrado e doutorado que transitam nessas fronteiras entre comunicação, cultura e artes. Foi professor da Metodista e da Cásper Líbero. É jornalista e editor, mas sua primeira formação foi em artes plásticas. Prof. Waldomiro o convidou para publicar na Revista 9a. Arte (http://www2.eca.usp.br/nonaarte/ojs/index.php/nonaarte/index), assim como, apresentar um de seus trabalhos nesse espaço - convite aceito!; 2) Fernanda Alcântara mencionou ter interesse em participar das reuniões do grupo Observatório de Histórias em Quadrinhos por estar familiarizada com o tema e com vontade de continuar seus estudos na área. Defendeu trabalho de conclusão de curso foi desenvolvido no formato de livro-reportagem com o nome Traços e Rabiscos nos anos 80: Trabalho de Henfil na Década de Transição. O produto final foi vencedor do 24º Troféu HQ Mix na categoria melhor trabalho de graduação, em 2012. Assim, recebeu convite para se apresentar para este grupo do Observatório - convite aceito!; 3) Luiz Felippe; 4) Gustavo mencionou ser arquiteto por formação, atuando como ilustrador, e que após anos desenhando a Turma da Mônica, atualmente trabalha para gibis de heróis como Witchblade e Artifacts e outros produtos, além de ser estudioso do gênero, com mestrado em andamento pela USP (Instituto de Estudos Brasileiros - IEB) onde estuda sobre a temática masculinidades na pintura acadêmica brasileira do século XIX e com outro mestrado pela UNIP, em pesquisa sobre heroínas em histórias em quadrinhos. Seu interesse pelo grupo de estudos relacionado a esse colóquio diz respeito, principalmente, à oportunidade de aprendizado e possível colaboração e 5) Priscila disse ter acompanhado amigos que participam do Observatório. Comentou-se sobre os últimos lançamentos, como o anunciado por Roberto Elísio, Coffin Hill  da Vertigo (Fig. 1) e a exposição Macanudismo de Liniers (Fig. 2 ilustrativa - mais informações consulte: http://www.macanudismo.com.br/), previsto lançamento no dia 04 de julho com a presença do autor que pintará mural e autografará livros); Gazy Andraus distribuiu panfletos de divulgação dos fanzines de Danielle Fortuna Barros (Fig. 3) e Daniela Marino divulgou o @geek Santos (Fig. 4 - logo) e sua programação voltada para HQs até dezembro (http://quadro-a-quadro.blog.br/geek-santos-tera-programacao-ate-dezembro-no-sesc/) com visita do criador do Mangá Samurai-X, Nobuhiro Watsuki na Associação Japonesa de Santos com mediação da Pesquisadora e integrante do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA, professora Sônia M. Bibe Luyten (http://quadro-a-quadro.blog.br/fundacao-japao-traz-criador-de-samurai-x-para-santos/).

 

  

       

 

          

  

 

Prof. Waldomiro mencionou ter elaborado, juntamente com a pesquisadora Geisa Fernandes D´Oliveira, texto sobre quadrinhos e música, para publicação em livro internacional; ter participado da banca de três trabalhos acadêmicos: 1) TCC intitulado Identidade Árabe nos quadrinhos ocidentais de Vinícius G. M. dos Santos, aprovado com nota 10.

 

  

 

2) TCC na área de biblioteconomia, formação primeira do coordenador do Observatório, com o tema História em Quadrinhos contra o mundo: a preservação das HQs e os serviços de informação de Cinthia Mayara Lopes Vieira e 3) Exame de qualificação para Doutorado, pesquisa intitulada Os 5 "S": uma análise retórico-visual dos quadrinhos de uso corporativo sobre o tema de Ed Marcos Sarro. Roberto Elísio anunciou breve publicação do texto de sua Livre Docência, primeiramente no evento Fest Comix - Pavilhão Imigrantes, dia 18.07. e, posteriormente, nas III Jornadas Internacionais sobre Histórias em Quadrinhos da ECA-USP, marcada para 19.08 às 18h (quarta-feira). Anunciado que Celbi viajará para os EUA  a fim de conhecer os Estúdios Disney e dar continuidade em sua pesquisa de doutorado. Beatriz teve bolsa de estudos aprovada na ECA. E Simonia voltará ao Japão em novembro próximo. Como previsto em pauta para o colóquio, Iberê Moreno (http://quadrinheiros.com/) apresentou sua pesquisa para o Mestrado, intitulada Uma Narrativa Midiatizada do Cotidiano – As charges de Política Internacional de Angeli entre 2001 e 2012, que teve como principal referência, a coletânea de charges de Angeli no livro o Lixo da História.

 


 

A partir dos conceitos de Narrativa de Luiz Gonzaga Motta, de Midiatização como previsto em Jesus Martín-Barbero e de Cotidiano em Michel de Certeau, Iberê buscou discutir o tipo de humor e mensagens contidas nas charges de Angeli e se estas charges fariam parte das narrativas midiatizadas apresentadas principalmente nos jornais. A discussão que se seguiu posteriormente à apresentação tratou das diferenças do humor produzido por artistas do Rio e São Paulo e suas trajetórias. Iberê defendeu a ideia de que as charges são, acima de tudo, a narrativa do absurdo, seja pelo exagero com que retratam um fato cotidiano ou pela naturalidade com que retratam um fato absurdo. Dando continuidade à leitura do livro Quadrinhos: História moderna de uma arte global de Dan Mazur e Alexander Danner, publicado pela Editora Nova Fronteira, Joaquim Ghirotti apresentou os capítulos 8 e 9, utilizando projeção de diversas imagens ilustrativas sobre o panorama das histórias europeias, principalmente as franco-belgas como as de Moebius e a polêmica revista exclusivamente feminina Ah! Nana, que, entre outras coisas, abordava temas tabus como aborto, homossexualidade e incesto, o que causou à publicação problemas com a censura na França. 

Em função da quantidade de informações contidas nestes capítulos e à brevidade do tempo disponível, Joaquim terminará sua apresentação do capítulo no próximo colóquio . Haverá também apresentação de Fernanda Alcântara, e, Laan, no imediatamente seguinte, em setembro. Nada mais havendo a tratar, o Prof. Waldomiro Vergueiro, Presidente deste Colóquio agradeceu a presença de todos e agendou a próxima reunião para o dia 07 de agosto. Para constar, eu, Daniela Marino, lavro a presente Ata, que vai devidamente revisada por Regina Behar e Edilaine Correa. São Paulo, 06 de julho de 2015.