sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Mesa Redonda sobre Gibiteca e Mediação de Leitura



O 7o Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias, organizado pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, a ser realizado 17 a 19 de novembro de 2014 no Centro de Convenções Rebouças, na cidade de São Paulo, SP, programou para a tarde do dia 17 uma Mesa Redonda sobre o tema Gibiteca e Mediação de Leitura.

Com início às 14 horas, a Mesa Redonda terá a participação do bibliotecário Gonzalo Oyarzun, coordenador do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas do Chile,que falará sobre A Biblioteca Pública: espaço habitado por super-heróis... para ler a história em quadrinhos, e da Profa. Dra. Patrícia Katia da Costa Pina, professora da Universidade do Estado da Bahia, Campus VI, Caitité, que falará sobre Os gibis e a formação de leitores na escola hoje.

A Mesa Redonda será mediada pelo professor Waldomiro Vergueiro, do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP.

Mais cedo, no mesmo dia, está programada uma conversa com o quadrinista Maurício de Sousa.

Maiores informações podem ser obtidas no endereço eletrônico http://www.bibliotecaviva.org.br/.


Prof. Dr.Waldomiro Vergueiro

Simpósio Temático sobre Histórias em Quadrinhos e Cinema

GT Nacional de História Cultural

VII Simpósio Nacional de História Cultural, a ser realizado na Universidade de São Paulo de 10 a 14 de novembro de 2014, abrigará um Simpósio Temático sobre Histórias em Quadrinhos e Cinema.

Intitulado Quadrinhos e suas adaptações cinematográficas como documento e estratégia didática no ensino de Artes e História, o simpósio temático foi organizado pelos professores Edgar Silveira Franco e Ademir Luiz da Silva, ambos da Universidade Estadual de Goiás, e ocorrerá nos dias 11 a 13 de novembro de 2014, das 8 às 12 horas

A programação será:

Terça-feira (11 novembro 2014): 8 às 12 horas


Diálogo entre (linhas) crítica e poética: O pós-humano em Star Wars e na obra quadrinística de Edgar Franco - por Ademir Luiz da Silva
“Do Morrer” e “do Nascer”: Fanzines poéticos como base de experimentação de gravura/desenho em um processo de pesquisa e criação poética - por Adriana Aparecida Mendonça
É um mundo estranho, vamos mantê-lo assim: sobre a apropriação de conceitos científicos pela história em quadrinhos “Planetary” de Warren Ellis e John Cassaday - por André Moreira de Oliveira
Desbravando os infernos de John Constantine na revista Hellblazer (1988-1991) - por Carlos Henrique de Castro Assis
A crítica política e social nas tiras de Armandinho: um retrato da atualidade brasileira. - por Daniela dos Santos Domingues Marino
Adaptação de uma HQ Poético-filosófica para Performance Transmídia: Da HQ “Borbopoemas” à Performance “O Selvagem”. - por Danielle Barros Silva Fortuna 
Por uma antropologia do Ciberpajé: Misticismo e Transcendência Tecnológica na obra ficcional transmídia de Edgar Silveira Franco. - por Edgar Indalecio Smaniotto

Quarta-feira (12 novembro 2014): 8 às 12 horas

Duo de Um: De HQ Transumana a Animação Stop-motion. - por Edgar Silveira Franco 
Inimigos do Sentinela da Liberdade: As mudanças e alterações nas adaptações do Capitão América das HQ para o cinema. - por Edson Wilson Mendes de Almeida
A pan-visualidade dos quadrinhos nas HQs em contraposição à visualidade uno-imagética do cinema: contrastes e adaptações. - por Gazy Andraus
GIBIOzine - por Hylio Lagana Fernandes
Uso pedagógico da história em quadrinhos Turma da Tribo - por Ivan Carlo Andrade de Oliveira
“V de Vingança”: uma leitura da linguagem dos quadrinhos. - por Ivanilson de Melo Mendes
A aula V de vingança: O uso pedagógico das histórias em quadrinhos.- por João Gabriel Rosa de Almeida e Régis Gomes de Oliveira

Quarta-feira (12 novembro 2014): 8 às 12 horas


A imersão nos Games e as possibilidades de representação histórica - por José Antônio Loures Custódio e Pepita de Souza Afiune
Questões de gênero em publicações para juventude e histórias em quadrinhos - por Lucas de Sousa Medeiros
A adaptação de Blueberry para os cinemas e a representação visionária - por Matheus Moura Silva 
Entre bárbaros e civilizados: As representações do Imperialismo no anime“Code Geass”. - por Sávyo Enrico Rodrigues Alves
A importância das metodologias de design gráfico para viabilizar processos criativos de comunicação visual - por Alysson Plínio Estevo
A manifestação textual de conceitos filosóficos na estrutura sincrética dos quadrinhos - por Rubens César Baquião


Maiores informações podem ser encontradas no endereço eletrônico http://gthistoriacultural.com.br/VIIsimposio/.


Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Colóquio Científico do Observatório de Histórias em Quadrinhos - Novembro de 2014

O próximo Colóquio Científico do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA/USP será realizado nesta sexta-feira, 07 de novembro de 2014, na sala 260 do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA, das 20 às 22 horas. O Colóquio é realizado mensalmente, em geral nas primeiras sextas-feiras do mês, congregando todos os pesquisadores do Grupo de Pesquisa, alunos e interessados por histórias em quadrinhos.

No mês de novembro, o Colóquio terá a seguinte programação:

1. Apresentação dos trabalhos de pesquisadores e colaboradores do Observatório submetidos ao evento Viñetas Sérias, realizado em Buenos Aires, Argentina, em outubro de 2014. As apresentações serão realizadas conforme a ordem de inscrição. 2. Discussão do último capítulo do livro The Power of Comics, de Randy Duncan e Matthew J. Smith, sob minha coordenação.

A ECA está situada na Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 443, Butantã, São Paulo, SP. Fica na Cidade Universitária. 

O evento é aberto a todos os interessados.
.
Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

Patrícia Pina publica livro sobre quadrinhos e literatura



A professora Patrícia Katia da Costa Pina, da Universidade Estadual da Bahia, Campus de Caitité, acaba de publicar o livro A literatura em quadrinhos formando leitores hoje pela Editora Dialogarts. Patrícia tem vasta experiência no ensino da literatura e nos últimos anos tem se dedicado ao estudo das histórias em quadrinhos e suas relações com a leitura. Já escreveu um livro sobre o tema e em agosto de 2014 foi uma das palestrantes na Jornada Temática de Histórias em Quadrinhos: Adaptações Literárias, organizada pelo Observatório de Histórias em Quadrinhos.

No livro, a professora apresenta e discute seis adaptações quadrinísticas de obras literárias. Propositalmente, escolheu obras canônicas que estão muito afastadas do mundo em que as crianças e os jovens de hoje vivem, mas que, no processo de quadrinização, são objetos de um processo que ela denominou de reinvenção. Para Patrícia, esses desenhistas, roteiristas, coloristas brasileiros – em suas palavras, "artistas fantásticos, que produzem suas obras com muita paixão e competência" - fazem muito mais que adaptar a obra original para a linguagem dos quadrinhos, eles a transformam, reinventando-as para nos leitores. Nesse sentido, as cores e os traços escolhidos pelos adaptadores podem funcionar como instrumentos de formação do gosto pela leitura, transformando-se em verdadeiros instrumentos de formação de leitores.

Em formato digital, o livro A Literatura em Quadrinhos formando leitores hoje pode ser obtido gratuitamente no site da Editora Dialogarts, na realidade um projeto de extensão ligado à Universidade do Estado do Rio de Janeiro. O endereço eletrônico é http://www.dialogarts.uerj.br/.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

domingo, 26 de outubro de 2014

Festival Internacional de Banda Desenhada de Amadora

AmadoraBD 2014 - 25.º Festival Internacional de Banda Desenhada

Começou na última sexta-feira, 24 de outubro de 2014, em Portugal, a vigésima quinta edição do Festival Internacional de Banda Desenhada de Amadora. Com organização da Câmara Municipal de Amadora, o Festival conta com muitas atividades e a presença de artistas portugueses e de diversos outros países.

Várias exposições foram organizadas especialmente para o evento, a saber:

- Galáxia XXI: O Futuro da Banda Desenhada é agora, enfocando o desenvolvimento das histórias em quadrinhos e as tendências para o futuro;
- O Batman faz 75 anos, celebrando a carreira de um dos personagens mais populares dos quadrinhos norte-americanos; 
- 50 Anos de Mafalda, comemorando o cinquentenário de criação da mais conhecida personagem dos quadrinhos latinoamericanos;
- Exposições individuais dos artistas Joana Afonso, prêmio nacional de Banda Desenhada em 2013, Catarina Sobral, prêmio de Melhor Ilustração de Livro Infantil de Autor Português em 2013 e de José Ruy, em comemoração a seus 70 anos de atividade na produção de histórias em quadrinhos.

Outras atividades envolvem Concursos de Banda Desenhada, Exposição das histórias em quadrinhos indicadas para os Prêmios Nacionais de 2014, visitas guiadas. O núcleo das atividades do Festival ocorre no Fórum Luis de Camões, com atividades ocorrendo também na Casa Roque Gameiro e  no Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem. Programações especiais são também desenvolvidas em Lisboa (Exposição dos álbuns em quadrinhos de Blanca Rosita Barcelona, de Miguel Galhardo; Exposição em homenagem aos artistas António, Xaquin Marin, e Yuiy Porelov; Festa da Caricatura, entre outros) e Almada (Curso orientado por Nuno Saraiva).

O Festival de Banda Desenhada de Amadora encerra-se em 9 de novembro de 2014. Maiores informações podem ser encontradas no endereço eletrônico www.cm-amadora.pt.

Waldomiro Vergueiro

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Revista História Viva Grandes Temas publica edição especial sobre os super-heróis



A Ediouro Duetto Editorial acabou de colocar nas bancas a edição do mês de outubro de 2014 (num. 52) da coleção História Viva Grandes Temas, dedicadas aos super-heróis das histórias em quadrinhos. Com o título Super-Heróis contam a história do Século XX, a revista dedica suas 81 páginas ao tema. 

Com muitas ilustrações, grande parte do conteúdo da revista é retirado da edição francesa da revista Historia, editada pela Publicações Sophia. O restante dos artigos é elaborado por autores brasileiros, como Rodrigo Fonseca, Roberto Guedes, Eduardo Souza Lima, Michele Aparecida Evangelista e Patrícia Vargas Lopes de Araújo.

Os artigos são apresentados em ordem cronológica, enfocando o início dos quadrinhos como meio de comunicação de massa, nas páginas dos suplementos dominicais dos jornais norte-americanos e o aparecimento dos primeiros heróis, ainda não propriamente super, Mandrake e Fantasma, ambos criações do roteirista Lee Falk (o Fantasma, inclusive, merecerá da revista um artigo próprio, escrito pelo brasileiro Rodrigo Fonseca). Segue-se, como não poderia deixar de ser, o aparecimento dos primeiros super-heróis, liderados pelo Super-Homem de Jerry Siegel e Joe Shuster, uma análise da participação dos heróis na Segunda Guerra Mundial, com ênfase no Capitão América, uma discussão sobre a eterna luta do Batman contra o crime, a influência da era atômica na criação de super-heróis, especialmente no que diz respeito ao Hulk, a postura anti-comunista da primeira versão do Homem de Ferro, e os aspectos genéticos que determinaram o aparecimento dos X-Men

Atenção especial merecem as dificuldades enfrentadas pelas histórias em quadrinhos de super-heróis na época da caça às bruxas, quando foram vítimas das acusações do Dr. Fredric Wertham, autor do livro Seduction of the Innocent, publicado em 1954. Os super-heróis brasileiros comparecem em texto de Roberto Guedes, ele mesmo criador de um deles, que destaca a longa tradição dos nossos autores nessa área e as dificuldades por eles enfrentadas para se manter em atividade. Os leitores mais antigos certamente vão se deliciar revendo personagens como o Capitão 7, Judoka, Raio Negro e Mylar.

Um toque da atualidade dos super-heróis não poderia faltar, é claro. Ele surge em três artigos, um deles versando sobre a produção de super-heróis que defendem valores islâmicos, como Zein, o último faraó, e Jalila, protetora da cidade de todas as crenças, ambos produzidos no Egito, e a super-heroina libanesa Malaak, o anjo da paz, de autoria de Joumana Medlej (suas aventuras podem, inclusive, ser lidas em inglês, na internet, no endereço http://www.malaakonline.com/) . Os dois últimos artigos da revista são escritos por autores brasileiros. O cineasta Eduardo Souza Lima mergulha nas características mais sombrias dos heróis atuais, como Batman e os heróis da consagrada minissérie Watchmen, de Alan Moore e Dave Gibbons, enfocando a adaptação dos personagens super-heroísticos às características do novo século. Por sua vez, as historiadoras Michele Evangelista e Patrícia Araújo debruçam-se sobre a máscara utilizada pelo protagonista da minissérie V de Vingança, também roteirizada por Alan Moore, analisando como esta se transformou em símbolo de manifestantes no mundo inteiro, inclusive no Brasil.

Com conteúdo polêmico e instigante, esse número da revista é um indicador do impacto dos personagens super-heroísticos nos últimos 70 anos, desde que o primeiro personagem desse tipo foi ficcionalmente avistado voando nos céus de uma grande cidade, causando dúvida se era um pássaro ou um avião. A um preço bastante acessível - pouco menos de 14 reais -, ele não pode faltar na estante de todos os que estudam ou simplesmente admiram os super-heróis dos quadrinhos. 

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Definida a data das 3as Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos



As 3as Jornadas Internacionais de Histórias em Quadrinhos serão realizadas de 20 a 23 de agosto de 2015, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Proximamente, estaremos divulgando a primeira circular e a chamada para trabalhos.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro