quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Retrospectiva 2015


Por ser época de retrospectivas (e por ter esgotado meu repertório de desculpas para  adiar o convite feito pelo caríssimo Prof. Waldomiro Vergueiro) gostaria de aproveitar as poucas horas que nos separam do novo ano para uma breve lista de eventos ocorridos em 2015 na área de quadrinhos e que merecem destaque.
Para começar, a triste lembrança dos ataque terrorista de sete de janeiro, em Paris, contra a sede do jornal satírico Charlie Hebdo. O trágico acontecimento chamou a atenção do grande público para as publicações satíricas independentes e marcou o início de uma série de casos de intolerância e extremismo que pontuariam o ano de 2015, com consequências para a comunidade internacional, como o recrudescimento, por parte de diversos países, das políticas antiterrorismo.  
O ataque de janeiro foi igualmente responsável pela busca de espaços para a reflexão sobre quadrinhos a partir de diferentes perspectivas. Um exemplo é o Comic Art Working Group, fundado há 31 pelo Professor John A. Lent e no qual tenho o prazer de atuar como vice-coordenadora desde 2014. O grupo, parte da Associação Internacional para Estudos de Mídia e Comunicação (IAMCR) recebeu um número recorde de submissões para o encontro ocorrido entre 12 e 16 Julho, em Montreal. Além disso, destacou-se ainda por promover a atividade extra "Beyond Charlie: Freedom of Speech, Resistance and Responsibility", uma seleção de três documentários sobre o trabalho de cartunistas e a dimensão política da imprensa satírica.
Entre 18 e 21 de Agosto, a Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo foi palco das 3as. JORNADAS INTERNACIONAIS DE HISTÓRIAS EM QUADRINHOS, evento que cresce a cada edição e que este ano, entre seus destaques, contou com a presença de pesquisadores do porte de Ian Gordon, Trina Robbins e Paul Gravett. 
No dia 2 Outubro foi a vez do 5º Colóquio Filosofia e Quadrinhos, organizado por Fabio Mourilhe, discutir temas como liberdade de imprensa, arte, ética e identidades culturais, no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ.
Entre 29 e 30 de Outubro participei de atividades junto à graduação e à pós-graduação em Ciências Políticas e Sociais da Universidade Autônoma do México (UNAM), como parte do Programa de Apoyo a Estudios de Posgrado (PAEP). O convite demonstra o aumento de interesse pela pesquisa em quadrinhos por parte dos alunos no país. Enquanto o México caminha na formação de um time de investigadores especialistas, as pesquisas desenvolvidas na USP, notadamente por meio do Observatório de Histórias em Quadrinhos merecem destaque na lista de fim de ano da revista espanhola Tebeosfera.    
Dezembro foi ainda o mês da versão internacional da Comic-Con em duas metrópoles mundiais: São Paulo e Nova Déli. A grandiosidade dos números da famosa feira de quadrinhos acendeu o debate a respeito dos limites da exploração comercial de uma arte que faz questão de ressaltar seu caráter marginal.    
Para encerrar, para quem se pergunta se há motivos para comemorar, a melhor resposta sairá na próxima quarta-feira, dia 06 Janeiro de 2016, dia do lançamento da edição especial do Charlie Hebdo. Um ano após aquele janeiro tão longo, o que se pode afirmar sobre a pesquisa em quadrinhos é que eppur si muove.
Feliz Ano Novo para todos nós!  

Geisa Fernandes



Comic Art Working Group no Facebook:

https://www.facebook.com/groups/588358041302782/?fref=ts 
Para saber mais:

Tebeosfera:
http://tebeosfera.blogspot.com.es/2015/12/t13-el-fin-de-una-epoca.html

Sobre a Comic Con em Déli:
http://www.business-standard.com/article/beyond-business/the-business-of-comic-con-115120500471_1.html

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Painel sobre pesquisa em quadrinhos na Conferência Anual da French Association for American Studies

                           



A French Association for American Studies está programando um painel sobre a pesquisa em quadrinhos como parte de sua conferência anual, que será realizada em Toulouse, de 24 a 27 de maio de 2016. É uma boa oportunidade para quem queira aprofundar sua reflexão sobre o aspecto científico/acadêmico das histórias em quadrinhos. Abaixo, em inglês, a chamada de trabalhos. Dados da conferência maior, com todos os painéis propostos, podem ser encontrados no endereço eletrônico http://www.afea.fr/-Conference-2016-Toulouse-America-.html.

As propostas de apresentação de trabalhos no painel sobre quadrinhos podem abranger os seguintes tópicos:

- comics como objetos de história cultural;
- tendências historiográficas;
- fontes primárias: tiras de quadrinhos em jornais; revistas em quadrinhos; arte original; fanzines, etc.
- comics vs graphic novel: modelos econômicos, modelos culturais, mutações históricas;
- a construção da legimidade: permeabilidade e rigidez entre a crítica acadêmica (academia, The Comics Journal) e a crítica popular (IGN, comic book resources, Wizard, etc.);
- super-heróis: o que fazer com eles?
- perspectivas norte-americanas no estudo transnacional de comics;
- papel versus telas/papel e telas: midia digital, webcomics, produtos transmidiáticos.

Interessados em participar com apresentação de trabalhos devem enviar um abstract (em inglês ou francês) e uma curta bibliografia para Jean-Paul Gabilliet (jpg@ubordeaux-montaigne.fr) e Nicolas Labarre (nicolas.labarre@u-bourdeaux-montaigne.fr).

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Leopoldina (MG) inaugura nova Gibiteca

  

Após a união de forças e interesse em comum entre alunos, funcionários e professores, acaba de ser inaugurada mais uma Gibiteca CIC em Leopoldina, agora a 4a. unidade da região.

Localizada no Colégio Imaculada Conceição (CIC), inicia suas atividades com acervo de 367 revistas com projeto de ampliação em futuro próximo.



A boa notícia é que o projeto de sua criação tem como objetivo ser espaço de leitura, produção de conhecimento, espaço para oficinas entre outros. O público esperado seria desde o da educação infantil ao ensino médio.

Nossa colega, Natania A S Nogueira, professora da educação básica, mestra em História, diretora financeira da Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial - ASPAS e pesquisadora em Histórias em Quadrinhos, foi consultada para orientar a formação da gibiteca pela diretoria do colégio, o que endossa que a unidade tem um olhar atencioso e acadêmico sobre a importância de sua existência e, de certa forma, a legitimação da iniciativa cultural.



Em razão da quantidade de títulos no acervo, na maioria em português, e a falta de funcionário que possa se responsabilizar pelo controle de uso, não haverá imediatamente possibilidade de empréstimo domiciliar.

Mais um objetivo, não secundário, mas tão importante quanto a criação dessa unidade seria, segundo a pesquisadora, sanar uma carência que os alunos da escola têm de trabalhar com imagens possibilitando o trabalho com HQs em sala de aula

Entre os doadores externos, consta outro colega pesquisador Lucas Pimenta do blog Quadro a Quadro e colecionador com mais de 150 mil revistas em seu acervo particular, que generosamente encaminhou para a composição do acervo o total de 50 títulos.

O Observatório de Histórias em Quadrinhos deseja vida longa à Gibiteca CIC (Colégio Imaculada Conceição), e sucesso tanto para os leitores, como para os professores. 

Me. Edilaine Correa

Pesquisadores do Observatório em evento de Santos Comic Expo 2015

Daniela Marino e Edilaine Correa, membros do Grupo de Pesquisa Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP, participaram em 31 de outubro de 2015 da programação de atividades do Santos Comic Expo 2015 intitulada ACADEMIC COMIC EXPO

O evento constitui-se da apresentação de ciclo de painéis acadêmicos, com curta duração, onde foram apresentadas como as pesquisas sobre HQs podem ser utilizadas por educadores, pesquisadores e docentes, ou seja, como as possibilidades promovidas por pesquisas científicas podem ser empregadas em ensino/aprendizagem de conteúdos tanto específicos quanto transversais em sala de aula.

 


Toda a programação do evento está disponivel no link:
http://www.santoscomicexpo.com.br

Me. Edilaine Correa



Pesquisa concluída: A utilização da arte sequencial e suas múltiplas linguagens pelos professores: uma ferramenta de ensino da língua portuguesa nas séries iniciais

A pesquisa foi desenvolvida como Trabalho de Conclusão do Curso de Pedagogia da Escola de Educação e Humanidades da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, por Márcio Roberto da Silva Garcia, sob orientação da Profa. Fabiane Lopes de Oliveira

O trabalho buscou promover a formação de professores no que tange à Arte Sequencial/Histórias em Quadrinhos e seu uso em sala de aula nas séries iniciais do ensino fundamental, bem como propor estratégias de uso das múltiplas linguagens encontradas na Arte Sequencial/Histórias em Quadrinhos. Em sua problematização, apresenta o seguinte questionamento: as linguagens e as estratégias utilizadas pelos professores para diversificar o ensino da Língua Portuguesa nas séries iniciais, como a Arte Sequencial/Histórias em Quadrinhos são utilizadas em sala de aula? 

Como objetivos gerais e específicos, buscou identificar os aspectos da linguagem da Arte Sequencial/Histórias em Quadrinhos que estão sendo utilizados nas disciplinas de Língua Portuguesa nas séries iniciais do ensino fundamental pelos professores. Para este propósito, a abordagem metodológica foi  a abordagem qualitativa e como instrumentos foram utilizados a pesquisa bibliográfica, a observação participativa e o estudo de caso sobre o uso da Arte Sequencial e suas múltiplas linguagens no ensino da Língua Portuguesa. 

O trabalho contou com o aporte teórico sobre a linguagem das Histórias em Quadrinhos , buscando seus benefícios para o processo de ensino-aprendizagem. O estudo desenvolvido no trabalho contou com a fundamentação teórica dos seguintes autores: Eisner (2012/2013); Freire (2006/2012); Morin (2012/2013/2014); Ramos (2012a/2012) Vergueiro e Rama (2012). Por meio da pesquisa, foi possível observar que as Histórias em Quadrinhos são uma estratégia envolvente para obter bons resultados no Ensino da Língua Portugesa, visto como um recurso pedagógico, esta ferramenta pode contribuir para aquisição de novos conhecimentos e de incentivo a leitura.

Interessados em conhecer o texto completo podem entrar em contato diretamente com o autor.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

domingo, 1 de novembro de 2015

Colóquio Científico do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP - Novembro de 2015

Colegas, 

Tenho a satisfação de convidá-los para o próximo Colóquio Científico do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA/USP, que será realizado nesta sexta-feira, 06 de novembro de 2015, na sala 247 do Departamento de Comunicações e Artes da ECA, das 20:00 às 22 horas. Neste colóquio, teremos a seguinte programação:

1) apresentação da Prof. Laan Mendes de Barros da Unesp para palestra resultante de pesquisas sobre Quadrinhos em narrativas transmídia.


2) discussão do capítulo 11 do livro Quadrinhos: História moderna de uma arte global de Dan Mazur e Alexander Danner, sob a coordenação de nosso colega Adriano Leonel.

Conto com a presença de todos.
Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

 

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Ata Colóquio de 2 de outubro de 2015

Em dois de outubro de 2015, o Colóquio do Observatório de Histórias em Quadrinhos, Grupo de Pesquisa em Histórias em Quadrinhos da ECA-USP, reuniu pesquisadores e/ou interessados por discussões e novidades do mercado editorial e acadêmico sobre histórias em quadrinhos. Presidida, pelo Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro, a reunião iniciou-se às 20:00 horas na sala 247 com a presença dos seguintes pesquisadores/estudiosos:  André Moreira de Oliveira, Moisés Baptista, Cristiane Santana Mathias, Edilaine Correa, Simonia Fukue Nakagawa, Celbi Vagner M. Pegoraro, Daniela Marino, Alexandre Fidélis Martuscelli, Matheus Augusto Franco de Moraes Alvarenga, Fernanda Alcântara, Carolina Sieja Bertim, Zilmara Pimentel, Bianca Agarie, Lucas da Silva Siqueira, Victor Hugo de Moura, Isabel Araujo Delalamo, Douglas Pigozzi, Omar Sanchez, Alexandre Gallão, Adriano Leonel, Bárbara Zocal da Silva e Beatriz Cardoso e Souza. A reunião foi iniciada desejando boas vindas aos novos visitantes que se apresentaram de forma sucinta. Alguns informes foram passados por Daniela Marino que mencionou o evento Santos Comic Expo, em 31 de outubro próximo, para o qual foi convidada, assim como Edilaine, para mesa de discussão sobre Quadrinhos e Educação. Mais detalhes foram passados por Alexandre Fidélis Martuscelli, um dos organizadores do evento, estendendo o convite para todos os presentes e anunciando a gratuidade do mesmo. Acesso a mais informações pelo site http://www.santoscomicexpo.com.br/ ou fanpage.



Segundo ele, o objetivo desse grande trabalho não tem caráter comercial, mas sim de divulgação sobre a arte presente em histórias em quadrinhos. O evento conta com a presença de vários profissionais do desenho, quadrinistas, editores e outros e conta com a parceria da prefeitura, utilizando para sua realização o Centro de Cultura Patrícia Galvão (Av. Senador Pinheiro Machado, 48 - Vila Mathias, Santos – SP). O Prof. Waldomiro agradeceu a divulgação, comentou sobre a defesa de mestrado de Thiago Seiji Takahashi, intitulado A potencialidade dos quadrinhos na educação corporativa, gibis impressos, digitais e Graphic Novels, apresentada para obtenção de título de Mestre em Ciências da Comunicação pela ECA USP, e de congresso internacional em Valência, Espanha, intitulado Cómic y Compromiso Social, de 18 a 20 de novembro de 2015, do qual participará com apresentação do trabalho La historieta como instrumento didáctico en Brasil: resistencia, proposición y problematización

Seguindo a pauta do colóquio, foi apresentado o resultado das pesquisas de Jornalismo e Rádio e TV da Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM), por Isabel Delalamo, Victor Hugo de Moura, Lucas Silva, Jaque Perúcio e Bruna Marcatto, elaborado como documentário audiovisual sobre os anti-heróis dos quadrinhos paulistanos, baseado no livro Humor Paulistano da Circo Editorial, enfocando os padrões sócio-políticos de personagens marcantes e marginalizados. O grupo apresentou como foi que surgiu o interesse pela pesquisa da imagem do humor em quadrinhos, como foi recebida pela Faculdade e seu orientador, como decidiram pelos personagens da revista Chiclete com Banana, a orientação que receberam para investigarem sobre os heróis ou anti-heróis da revista traçando um paralelo com Macunaíma. Após a apresentação, os colegas membros do grupo de pesquisa Observatório de Histórias em Quadrinhos fizeram suas considerações, a título de contribuição, partindo por exemplo de contrapontos ou cenários do anti-herói americano e movimentos como o underground, representado não somente, mas também, por Robert Crumb.

Foto 1 - Tela de apresentação dos pesquisadores

Foto 2 - Lucas, Victor Hugo e Isabel 

Como de praxe, durante o colóquio, foi discutido um livro teórico, dando continuidade à análise do livro Quadrinhos: História moderna de uma arte global de Dan Mazur e Alexander Danner, sob a coordenação de nossa colega Zilmara Pimentel, mais especificamente o décimo capítulo, que tratou sobre Novas Tendências nos Quadrinhos Italianos e Espanhóis. Eis algumas das imagens que ilustraram a apresentação.







Parte das ilustrações apresentadas durante a explanação

Nada mais havendo a tratar, o prof. Waldomiro, Presidente deste Colóquio agradeceu a presença de todos e para constar, eu, Edilaine, lavro a presente Ata, que vai devidamente revisada por Daniela Marino. São Paulo, 19 de outubro de 2015. 


quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Novo Grupo de Pesquisas sobre Histórias em Quadrinhos na Faculdade dos Guararapes, em Recife, PE


É com satisfação que o Observatório de Histórias em Quadrinhos compartilha a notícia sobre novo Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Histórias em Quadrinhos, Charges e Cartuns sediado na Faculdade dos Guararapes, em Recife, PE. Fundado em 15 de setembro de 2015, o novo grupo de pesquisa conta com a participação de aproximadamente 10 professores da própria instituição, além de professores colaboradores do Instituto Federal da Paraíba - IFPB, Universidade Federal de Alagoas - UFAL, Faculdade Joaquim Nabuco e Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE.

O GIP - HQ surgiu de uma iniciativa do Prof. Dr. Thiago Modenesi. A proposta é principalmente focada nos estudantes que já vinham desenvolvendo algumas pesquisas iniciais sobre quadrinhos na própria Faculdade dos Guararapes - FG; o fato da Faculdade já ter publicado 2 livros sobre a temática (Quadrinhos & Educação vols. 1 e 2, organizados por Thiago em conjunto com o Prof. Dr. Amaro Braga) com a participação dos professores da casa e convidados nacionais e internacionais, também ajudou na proposição do grupo de pesquisa..

A proposta é que o próximo livro tenha uma participação ainda maior e sistematizada a partir do GIP - HQ e que se construa, no início de 2016, o lançamento de uma revista em quadrinhos com os talentos da Faculdade e de Pernambuco reunidos em um compêndio. 

Em 8 de outubro ocorreu reunião do grupo, que teve como pauta principal a organização do I Encontro da Cultura Pop de Jaboatão e a organização de uma cartilha em quadrinhos sobre pessoas com deficiência.  


Em todas as reuniões, abertas para interessados, são espaço para discussão de texto sobre HQs e história em quadrinhos.

O Grupo já realizou um mini-curso sobre a Introdução a Teoria dos Quadrinhos com 30 participantes ministrado pelo Professor Ms. Fábio Paiva e programa uma segunda versão da atividade para o próximo dia 9 deste mês.


Imagens cedidas pelo GIHQ Contato: giphq.fg@gmail.com


Me Edilaine Correa

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Ata Colóquio de 4 de setembro de 2015

Em 4 de setembro de 2015, o Colóquio Científico do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP reuniu pesquisadores e/ou interessados por discussões relacionadas à Nona Arte, assim como novidades do mercado editorial e acadêmico sobre histórias em quadrinhos.
Presidida pelo Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro, a reunião iniciou-se às 20:00 horas na sala 247 do Departamento de Comunicações e Artes da ECA/USP. Após as apresentações dos novos visitantes, Moisés Baptista comentou o lançamento do livro “O Incrível Livro de Super-Herois para Colorir” da Editora Nova Fronteira (julho de 2015). Nobu Chinen destacou o sucesso do livro “Zumbis para Colorir” de Juscelino Neco e as expectativas para a premiação do HQMix (a ser realizada no sábado 12 de setembro), citando os trabalhos nas categorias acadêmicas. Celbi Pegoraro comentou dois recentes lançamentos relacionando quadrinhos e cinema. Em “Before Tomorrowland” (Jeff Jensen, Jonathan Case, Brad Bird e Damon Lindelof) da Disney Press, temos um prelúdio literário com direito a uma história em quadrinhos do filme estrelado por George Clooney (“Tomorrowland: Um Lugar onde Nada é Impossível”). Outro lançamento da Disney, “Return of the Gremlins” (Mike Richardson, Dean Yeagle e Fabio Laguna pela Dark House Books) apresenta uma nova história em quadrinhos inspirada nos personagens criados por Roald Dahl na Segunda Guerra Mundial. O livro também apresenta material antigo, como os trabalhos de Walt Kelly com os Gremlins.
O colóquio prosseguiu com a programação de comunicações. Primeiramente a discussão do capítulo 9 do livro “Quadrinhos: História moderna de uma arte global” de Dan Mazur e Alexander Danner, sob a coordenação de Joaquim Ghirotti. 
Na segunda parte do colóquio tivemos a apresentação da dissertação de Diego Kerchove, intitulada “O Antropomorfismo nos Quadrinhos Adultos”, realizada sob a orientação do Prof. Waldomiro Vergueiro e recentemente defendida na ECA. 


A próxima reunião do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA/USP foi agendada para sexta-feira, 2 de outubro de 2015.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Simpósio: 7th Annual Emerging Scholars Conference - Magic: Between Embodiment & Ontology



O Department of Art History and Communication Studies da McGill University, de Toronto, Canadá, divulgou o calll for papers da sua 7th Annual Emerging Scholars Conference, que terá como tema Magic: Between Embodiment & Ontology. O objetivo do Simpósio é pesquisar as formas pelas quais a mágica, em qualquer modalidade, é usada tanto como um elemento de transformação para inspirar ação civil como um meio de comunicação para relações intersubjetivas. O Simpósio busca traçar as capacidades de comunicação da mágica na cultura material. 

Com duração de dois dias, o simpósio ocorrerá na Universidade nos dias 19 e 20 de fevereiro de 2016, aberto para estudantes de pós-graduação em todas as áreas, bem como para artistas, curadores e professores. As apresentações terão a duração de 25 minutos, representando uma oportunidade de discutir pesquisas originais e se beneficiar de discussões e de avaliações dos trabalhos científicos apresentados. O prazo para apresentação de propostas vai até 20 de novembro de 2015.

Entre as diversas áreas de interesse, destacam-se as seguintes, de interesse direto para os pesquisadores de quadrinhos:

- Qual é o papel da mágica nas práticas artísticas (cinema, pintura, quadrinhos, etc.)?
- Como o conceito de mágica/misticismo influenciou a percepção das primeiras conquistas tecnológicas e científicas?

A chamada de trabalhos ressalta, especificamente, que "Das práticas de arte alquímica de Heronymus Bosch aos quadrinhos de Sandman, de Neil Gaiman, nenhum tema é muito amplo ou estreito para este simpósio".

Mais informações podem ser obtidas no endereço: ahcspgss.wix.com/mcgill.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Colóquio Científico do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP - Outubro de 2015

O próximo Colóquio Científico do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA/USP será realizado nesta sexta-feira, 02 de outubro de 2015, na sala 247 do Departamento de Comunicações e Artes da ECA, das 20:00 às 22 horas. Neste colóquio, teremos a seguinte programação:
1) Discussão do livro Quadrinhos: História moderna de uma arte global de Dan Mazur e Alexander Danner, sob a coordenação de nossa colega Zilmara Pimentel.
Capa do título


2) Apresentação de pesquisa em andamento, dos alunos de Jornalismo e Rádio e TV da Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM), representado por Isabel Delalamo, Victor Hugo de Moura, Lucas Silva, Jaque Perúcio e Bruna Marcatto como documentário audiovisual sobre os anti-heróis dos quadrinhos paulistanos, baseado em livro Humor Paulistano da Circo Editorial, enfocando os padrões sócio-políticos de personagens marcantes e marginalizados. 

A Escola de Comunicações e Artes está situada na Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 443, Cid. Universitária, Butantã, São Paulo, SP. Todos os interessados são bem vindos.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Pesquisa concluída: Tiras em Quadrinhos da Turma do Xaxado: imagens desviantes


A pesquisa foi desenvolvida como Dissertação de Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Crítica Cultural do Departamento de Educação - DEDC II da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), por Elízia de Souza Alcântara, sob orientação do Prof. Dr. Roberto Henrique Seidel.

A pesquisa partiu da premissa de que, na contemporaneidade, novas formações discursivas se instalam no campo estético-cultural e engendram novos significados à textualidade. Nesse sentido, a linguagem dos quadrinhos se apresenta como uma “máquina narrativa” em que o jogo combinatório entre palavra e imagem dramatiza múltiplas histórias, configurando-se dessa forma, como um local de representação e resistência. 

Assim, a autora buscou analisar em que medida o discurso dos quadrinhos problematiza as relações entre a linguagem, a cultura e o signo do capital na sociedade contemporânea. Diante disso, levantou os seguintes questionamentos: Quais os sentidos fixos atribuídos aos quadrinhos? Como o livro didático reconhece os quadrinhos? De que forma o leitor contemporâneo recepciona as narrativas imagéticas? É possível criar alternativas para potencializar um novo leitor de imagens nas escolas brasileiras? 

Para tanto, o percurso metodológico teve como referência a pesquisa qualitativa, articulada com a análise documental das tiras em quadrinhos editadas nas revistas da Turma do Xaxado produzidas pelo quadrinista baiano Antonio Cedraz entre os anos de 1999 a 2006 e na coleção de livros didáticos Lendo e Interferindo, elaborada pelas autoras Anna Frascolla, Aracy S. Fér e Naura S. Paes no ano de 1999, destinada aos estudantes do Ensino Fundamental II

A pesquisa buscou também ampliar o debate em torno da potência narrativa dos quadrinhos no cenário contemporâneo, trazendo a produção de imagens para o campo da “leitura desviante”.

Maiores informações podem ser obtidas diretamente com a autora, no endereço eletrônico alcantara.elizia@ig.com.br.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Edilaine Correa participa do programa Quadrinhos para Quadrados e Redondos



Edilaine Correa, colaboradora e participante ativa do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP, participou no dia de hoje, 17 de setembro de 2015, do programa Quadrinhos para Quadrados e Redondos, pela Web-TV

Entrevistada pelo colecionador e editor Kendi Sakamoto, Edilaine falou sobre quadrinhos e educação, discorrendo sobre sua experiência na área, abordando sua trajetória de pesquisa em quadrinhos e sua atuação junto ao Observatório de História em Quadrinhos, onde tem sido uma peça essencial na organização dos instrumentos de comunicação do núcleo de pesquisa, especialmente deste blog, do grupo de discussão no Facebook (https://www.facebook.com/groups/866097066811445/)  e da revista 9a Arte (www.eca.usp.br/nonaarte).

A entrevista está disponível no endereço http://mais.uol.com.br/view/gbe66bkt0nd9/15613477?types=A&.

O Observatório de Histórias em Quadrinhos parabeniza a colega pela brilhante entrevista.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

Revista European Comic Art publica mais um número



Já está disponível o vol. 8, n. 1, da revista European Comic Art. Neste número, publicado por Berghahn Journals, os artigos exploram o tema do cruzamento de barreiras nos quadrinhos, analisando as negociações entre o nacional e o transnacional a partir de diferentes ângulos, incluindo tema, influências e tradições críticas. 

O número apresenta o seguinte conteúdo:

Introduction: Boundary Crossing, pelos editores.
Local Laughter, Global Polemics: Understanding Charlie Hebdo, por Jane Weston Vauclair
Over Under Sideways Down: An Interview with Karrie Fransman, por Ann Miller
Vietnamese Foodways and Viet Kieu Postmemory in Clément Baloup's Graphic Narratives, por Jennifer Howell

Artist's StatementClément Baloup; Zeina Abirached
Refiguring Modernism in European Comics: 'New Seeing' in the Works of Lorenzo Mattotti and Nicolas de Crécy, por Barbara UhligThe Composition of Comics, por Renaud Chavanne

A revista está disponível no endereço: www.journals.berghahnbooks, mediante pagamento.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

Revista Nona Arte - última edição (versão integral em pdf)

Atendendo a pedidos:
A mais recente edição da Revista Nona Arte acaba de ser publicada, e agora também está disponível em versão integral  em pdf 
(visite a fanpage Observatório de Histórias em Quadrinhos ou acesse:http://www2.eca.usp.br//o…/index.php/nonaarte/issue/current)

Cadastre-se na revista como leitor ou autor. 

Me Edilaine Correa

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Chamada para artigos - Revista 9a. Arte


A revista 9a Arte, periódico eletrônico semestral do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP abre chamada para artigos para o próximo número que será publicado em dezembro de 2015. Interessados em participar, devem enviar seus trabalhos para www.eca.usp.br/nonaarte.

Seu foco e escopo é o de divulgar artigos científicos sobre histórias em quadrinhos e temas correlatos, resultantes de pesquisas acadêmicas desenvolvidas por pesquisadores do Brasil e do exterior, além de dar espaço a resenhas de publicações de caráter científico sobre quadrinhos, publicadas no Brasil ou no exterior e de registrar o panorama de atividades (trabalhos acadêmicos, exposições, eventos, etc) sobre histórias em quadrinhos desenvolvidas no país.

Trabalhos inéditos ou artigos analíticos e/ou ensaísticos feitos a partir de pesquisas acadêmicas e realizadas por doutores e doutorandos. Trabalhos de bacharéis e mestres podem ser submetidos, mas sempre em co-autoria com professores doutores. A avaliação seguirá o processo de blind review.


Acesse a mais nova edição - v.4. n.1 (2015) 


Http://www2.eca.usp.br/nonaarte/ojs/index.php/nonaarte/issue/current


Me Edilaine Correa



Revista 9a Arte publica mais um número

Capa da revista

Já está no ar o mais recente número da revista 9a Arte, publicação eletrônica do Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP. O primeiro número do volume 4 tem os seguintes artigos:

Superman and America, por Ian Gordon
Glocalização e steampunk nos animês e mangás: a passagem do local para o global no universo da fantasia e a tecnologia a vapor da estética steampunk, por Sonia Maria Bibe-Luyten
Tio Patinhas a saga de um capitalista, por Nildo Viana
Henrique Magalhães: um militante dos quadrinhos brasileiros, por Regina Maria Rodrigues Behar
Raio-X das Tiras no Brasil, por Paulo Ramos
Gato Félix e os dispositivos: dos desenhos animados às histórias em quadrinhos, por Rafael Duarte Oliveira Venâncio
Histórias em Quadrinhos e Educação Alimentar: limites e possibilidades, por Cláudia Sales Alcântara e José Arimatea Barros Bezerra
Enquadrando os militares nos quadrinhos, por Roberto Elísio dos Santos e Ieda Lima dos Santos

A revista está disponível no endereço www.eca.usp.br/nonaarte.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

Pesquisa concluída: Histórias em Quadrinhos: Por que trabalhar na sala de aula?

A pesquisa foi desenvolvida como Trabalho de Conclusão de Curso de Especialização em Ensino de Língua Portuguesa, na Universidade Cândido Mendes (UCAM)por Romário Pires de Novaes.

Com a pesquisa, o autor buscou discutir a utilização dos quadrinhos em sala de aula como meio de promover o ensino-aprendizagem de forma lúdica, porém sem perder a essência do ensino, abordando alguns pontos cruciais para o uso das HQs. Assim, teve como objetivo ressaltar a importância das HQs nas aulas, principalmente para o trabalho com a linguagem verbal e não verbal, para que os alunos desenvolvam o senso crítico-analítico, bem como relatar os desafios encontrados pelos professores na utilização dos mesmos. Realizou-se uma pesquisa bibliográfica considerando as contribuições de vários autores nacionais e internacionais que discutiram a contribuição dos quadrinhos para o ensino-aprendizagem nos alunos, e como estes podem auxiliar no processo de ensino, além de relatar o perfil do professor frente ao uso deste gênero. Com isto, concluiu-se que o uso dos quadrinhos na sala de aula é uma ferramenta auxiliadora para o processo de ensino, uma vez que, além de promover a prática da leitura, promove também a criticidade dos alunos.

Maiores informações podem ser obtidas diretamente com o autor.


Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

sábado, 5 de setembro de 2015

Pesquisa concluída: As tiras de Mafalda no Brasil: tradutores e traduções



A pesquisa foi desenvolvida como Dissertação de Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Língua Espanhola e Literaturas Espanhola e Hispano-Americana, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulopor Bárbara Zocal da Silva, sob orientação do Profa. Dra. Heloísa Pezza Cintrão. 

Com a pesquisa, a autora buscou contribuir para a historiografia da tradução espanhol-português no Brasil, bem como para os estudos descritivos de tradução de histórias em quadrinhos, um hipergênero multimodal cujas especificidades vêm recebendo atenção dentro dos Estudos da Tradução há apenas pouco mais de uma década. Consiste num estudo das três traduções brasileiras de tiras cômicas de Mafalda, criadas pelo quadrinhista argentino Joaquín Salvador Lavado Tejón, o Quino, e se insere em duas das perspectivas dos Estudos Descritivos da Tradução (HOLMES, 2000 [1972]): estudos de função e de produto. As três traduções foram publicadas em diferentes épocas e conjunturas, a saber: (1) as primeiras traduções foram realizadas na década de 1970 e publicadas pela Editora Artenova (RJ); (2) as traduções realizadas por Mouzar Benedito, em 1982, editadas por Henfil e publicadas pela Editora Global (SP); e (3) as traduções realizadas por Monica Stabel e sua equipe de tradutores, em 1991, e publicadas pela Editora Martins Fontes (SP). A autora investiga esses contextos de produção e aspectos linguísticos das traduções. Considerando que a combinação de elementos verbais e visuais é inerente à linguagem das histórias em quadrinhos, leva em conta nas análises a anatomia relevante para a tradução, proposta por Daindl (2010), que considera, além do contexto social de produção e dos aspectos linguísticos, também elementos pictóricos e tipográficos. Num primeiro momento, procura identificar os elementos constitutivos da linguagem dos quadrinhos inerentes ao gênero tira cômica, no qual se inserem as tiras de Mafalda. Em seguida, traça um panorama da criação das tiras da personagem, situando-a em seu contexto de publicação (suportes e datas de publicação, em relação ao momento histórico vivenciado na Argentina), e apresenta as traduções brasileiras das tiras de Mafalda, focalizando seu contexto de produção, bem como as pessoas envolvidas nas traduções dessas tiras. Utiliza a taxonomia de procedimentos técnicos de tradução que Aubert (1998) adequou para examinar textos traduzidos e distâncias tradutórias entre pares linguísticos, estabelecendo quatorze modalidades e observando a distribuição dessas modalidades em cada uma das traduções, a fim de estabelecer um perfil descritivo e comparativo delas. Por fim, os possíveis vínculos entre os diferentes perfis linguísticos das traduções e dados dos contexto de produção, como o perfil de cada tradutor, são focalizados. 

A dissertação será apresentada perante a banca examinadora no dia 27 de setembro de 2015. Maiores informações podem ser obtidas diretamente com o autora no email barbara.zocal@yahoo.com.br.


Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

quinta-feira, 3 de setembro de 2015



Programado para o período de 14 a 16 de abril de 2016, o próximo encontro anual do International Comic Arts Forum (ICAF) será realizado na University of South Carolina, Columbia. Entre os convidados já confirmados estão Howard Cruse, Keith Knight, Cece Bell e o professor Michael Chaney, do Dartmouth College.

Propostas de apresentação de trabalhos serão aceitas até o dia 06 de novembro de 2015. As propostas podem abordar diferentes aspectos e enfoques teóricos, sendo incentivados aqueles que tenham uma perspectiva internacional. Em encontros anteriores, trabalhos sobre estética, produção, distribuição, recepção dos quadrinhos, bem como seu significado social, ideológico e histórico foram objeto de apresentação. O encontro também incentiva a apresentação de trabalhos que busquem uma abordagem mais ampla de aspectos teóricos dos quadrinhos e do humor gráfico em geral. Trabalhos derivados de pesquisas acadêmicas são especialmente incentivados.

As propostas não devem ultrapassar 300 palavras. As diretrizes para apresentação podem ser obtidas no site do ICAF, no endereço http://www.internationalcomicartsforum.org/. Os resumos devem ser enviados a C. W. Marshall (toph.marshall@ubc.ca), diretor de programas acadêmicos do ICAF.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro

Editora Marca de Fantasia publica livro sobre Edson Rontani


De autoria do jornalista Gonçalo Júnior, a editora Marca de Fantasia, da Paraíba, acaba de publicar o livro O inventor do fanzine: um perfil de Edson Rontani. O livro visa homenagear o cartunista e radialista, Edson Rontani, que em 1965, na cidade de Piracicaba, São Paulo, lançou o boletim Ficção - Boletim do Intercâmbio ciência-ficção "Alex Raymond", voltado à divulgação e análise de histórias em quadrinhos

Numa época em que grassavam a falta de informação e o preconceito contra os quadrinhos, Rontani foi um visionário e um incentivador do meio. Lutando contra a precariedade dos processos de reprodução da época, ele elaborou uma publicação na qual se destacava a paixão pela linguagem gráfica-sequencial e a busca de sair do isolamento em que ele se encontrava no interior paulista. Nisso, juntou-se a nomes como o de Jerry Siegel, criador do personagem Super-Homem, que, tal como o autor brasileiro, havia lançado algumas décadas antes, nos Estados Unidos,  primeiro fanzine de ficção científica do país. 


A homenagem ao grande pioneiro dos fanzines no Brasil, no ano em que se comemoram 50 anos de seu maior feito, é certamente certamente muito merecida. O Observatório de Histórias em Quadrinhos da ECA-USP saúda os colegas Henrique Magalhães, editor da Marca de Fantasia, e Gonçalo Júnior, autor que já nos brindou com tantas obras importantes sobre quadrinhos, pela oportuna iniciativa.

Prof. Dr. Waldomiro Vergueiro